A MEDICINA DO PRAZER!


Conheci uma boa médica. Até pensei que fosse muito esparadrapo para o meu curativo.
Conversa vai, conversa vem e já estávamos no seu apartamento.
Trocou o elegante jaleco de linho branco por uma sedutora lingerie preta. Um som, pouca luz e uma atmosfera propícia para uma demorada consulta sem estetoscópio !

Que corpanzil. Não era grande. Era perfeito! Oh, o amor é lindo! Este é o tipo de mulher que jamais se preocupa se os homens irão ou não propiciar-lhes generosas e demoradas carícias,ao contrário de muitas outras que, chegam a fazer até passeatas em vias públicas, levando multidões a Praça da Sé ou a Candelária em comícios feminista pró-preliminares.
Aquele mulherão sabe que ninguém irá poupar-lhe uma extenuante preliminar. Seria o mesmo que pescar sem anzol. Coloquei-me a seus pés com humildade e o menor vestígio de machismo. Exorcizei qualquer possibilidade de ejaculação precoce, mantendo a idéia fixa na imagem do Paulo Maluf, nu na cadeia, dizendo-se inocente.

No entanto, durante uma das minhas mais irretorquíveis performances e uma empolgação de deixar comissão de frente de escola de samba com inveja, ouço um sussurrar rouco e quente, que dizia:
- Explore mais meus corpúsculos de Meissener. Não entre em estado de detumescência. Coisa gostosa! Hoje não vou ter dispareunia. Como é lindo o seu membro. Nenhum vestígio de doença de Peyronie.
-Epa! O que está acontecendo?- Inquiri, abandonando o parque de diversões.

-Amor, não pare - ela insistia, lamuriosa.
-Já parei! - disse e fazendo aquele beicinho infalível de homem carente.
Olhamos demoradamente, um nos olhos do outro. Seu rosto era um misto de decepção e culpa. Lágrimas verteram do seu verde olhar. Sua beleza então se tornou mais exuberante e sofrida. Resolvi partir para o diálogo:
-Você falou sobre doença de Peyronie no meu membro?
-Desculpe, eu estraguei tudo;
-Eu tenho ou não, este troço no meu membro?
- Não. Eu disse que era lindo e não tinha nenhum vestígio;
-E porque você falou nisso, logo naquela hora?
- Em geral os homens apresentam sempre alguma nuance da doença de Peyronie no membro;
-Mas que diabo é isso? Se não tenho, porque precisava falar. É alguma tara?
-Uma besteira. Desculpe, meu provedor gostoso!
-Não,agora explica o que é isso.
-Depois. Vamos continuar...
-Não. Que doença que eu não tenho e você falou, gratuitamente?
-É a fibrose da membrana albugínea que reveste o corpo cavernoso, determinando uma curvatura do eixo do pênis.
-Curvatura do eixo do pênis?
-Amor, o pênis fica torto para um dos lados e meio curvado...
-Parece que bateu de frente? Fica com a carroceria fora do centro e andando de lado? (risos);

-Seu bobinho, é isso mesmo. Dá para quebrar o galho e até operar;
- Ainda bem. Dá para fazer uma lanternagem. E a tal da "detumetendo"?
-Não é detumetento (mais risos).
-Você falou no meu ouvido para que eu não entrasse em estado de detumetendo;
-Estado de detumescência! -corrigiu rápidamente.
-E daí? Eu tô no maior rala e rola, querendo nota dez na performance e de repente você enfia esta coisa no meu ouvido;
- Foi mal!
-Dá pra explicar?
- Detumescência e a redução da inchação dos corpos cavernosos, quando o pênis retorna à condição de flacidez.
-Amolece?
-É.-Você notou que eu estava broxando?
-Não, pelo contrário...
-E porque falou?-É por causa deste meu vício profissional, incorrigível de análise diagnóstica,amor.
-Escuta,minha gostosa, quando você tirar este jaleco, deve também tirar da cabeça estas coisas,e mostrar só seus melhores argumentos cientificos e anatômicos.
E depois, ainda falou daquele tal de corpúsculos...
-De Meissner?
-E eu com isso?
-Eu pedia que você explorasse bem meus corpúsculos de Meissner. São corpúsculos da pele responsáveis pela percepção do tato...
-Porque não pediu em português normal,tipo: amassa, morde,arregaça, vai fundo e me chamando de garanhão dominador?

-Pois é, estava tão gostoso, meu amor. Você realmente caprichava naquelas preliminares que nós adoramos. Aí estraguei tudo, com aquele palavreado que lhe assustou. Esquece.
-Ainda não. Você fala estes tsunamis no meu ouvido, agora explica, pois, soou como um soco na minha trompa de Eustáquio.
- Dispareunia é quando a mulher na hora do coito sente dor.
- Dor?
-É uma doença. Eu disse que não ia sentir dispareunia desta vez.
-Ainda bem, afinal nós viemos aqui para sentir prazer ou dispareunia?
-Pois é, agora vamos voltar para aquelas maravilhosas preliminares que você estava me proporcionando seu desbravador. Só falta o ponto G!
-Tudo bem, mas lhe peço um favor doutora: Em homenagem a Hipócrates, fica só gemendo. Tá certo?
-Prometo!

HORÓSCOPO DA VERDADE!!!


EXCEPCIONALMENTE ESTAMOS E
GENEROSAMENTE,LHES OFERECENDO O NOSSO HORÓSCOPO.
LEIA O DE TODOS,POIS AFINAL VOCÊ NÃO VIVE SOZINHO NESTE MUNDO.
ENTENDEU? 



AYRES.
Não adianta você ficar se lamuriando que está sem dinheiro. Levanta a bunda deste sofá encardido e cheirando a gordura,cheio de amendoim perdido aí pelas dobras além, de pipocas e pedaços de mortadela que andou devorando, e vá procurar emprego seu mané e vagabundo.


TOURO.
Cara você continua na dúvida, se casa, ou compra uma escada e afirma que seu negócio mesmo é  trepar.Que vergonha! Está enrolando aquela sua “noivinha” há mais de 13 anos! Vive dizendo: Amo ela. Amoela? Quem tem moela é galinha,seu safado! Afinal você não é confiante?


GÊMEOS
Você  ainda não perdeu a mania de querer inventar alguma coisa para ficar rico e agora diz que está testando uma maquininha de endoidar mulher na cama.Sabe o que endoida uma mulher na cama,na mesa ou em qualquer lugar? É homem e não um louco destrambelhado como você que vive na garagem da sua casa dando curto circuito na instalação elétrica da vizinhança, queimando transformadores da rua e o escambau.


CÂNCER.
Pare de só ficar rezando,orando,rezando, orando e ajude a Deus a lhe ajudar. Sabe como? Indo se ajoelhar na frente de uma real oportunidade na vida.Arrume um trabalhinho!!!


LEÃO.
Você fica impressionado pelo nome  do seu signo e vive brigando na rua com todo mundo.Resultado: Vive internado em UTI, pois na verdade, você é um somente um camundongo atrevido.


VIRGEM.
Mulher de virgem:Você é do tempo que os homens diziam que iam “ botar só a cabecinha"e você sempre acreditava. Hoje, com onze filhos de oito casamentos diferentes, ainda não aprendeu a lição de que homem mente muito, minha filha? Os de virgem então que se sentem " os bons" nem se fala. 


LIBRA.
Esse negócio de  “fazer amor” com a vizinhança é fria.Sai dessa. Poxa, vai dar uma voltinha. Pesquisar em outras áreas. Já lhe contaram que homem e mulher são todos iguais em qualquer lugar do mundo? Na rua ,na fazenda ou numa casinha de sapê? Para de pular este muro.Tem gente de olho!


ESCORPIÃO.
Está na hora de vocês se separarem. Sua mulher compra dúzias de pratos por semana para quebrar na sua cabeça e você, bate nela dia sim e o outro também, tanto que já está sendo processado pela Lei Maria da Penha, Maria do Tatuapé,Maria de Copacabana,Maria da Avenida São João...Chega!



SAGITÁRIO.
Pare de ficar escalando montanhas, morros,enfim, porque enquanto você se distrai lá por cima, o Ricardão está escalando as montanhas e invadindo todo dia o matagal da sua mulher e bem por baixo, seu otário!



CAPRICÓNIO.
Nossa mulher, você está tão difamada no seu bairro que, piranha passou a ser a melhor das classificações desabonadoras para lhe chamarem na esquina da sua casa.Não posso repetir os outros insultos pois, afinal,eles são todos atualizados diariamente e os de ontem,eu já me esqueci.Que absurdo!



AQUARIO.
Você vive dizendo que quem planta colhe, não é isso? Então , não entendo a razão de você viver comendo capim.Dá para explicar?

PEIXES.
Nossa, aí está minha perdição pois, gosto de você frita,ensopada, e ao molho de qualquer coisa. Eu e os gatos. Você não tem,nenhuma espinha e quando quer,e está inspirada, sabe nadar como ninguém neste meu mar de desejos.Ficou até bonito. Não ficou? Fala sério!

MOTÉIS E SUAS HISTÓRIAS.













No acasalamento humano, o motel é um fato muito recente.Priscas eras eram os muros, as escadas dos edifícios, o escurinho dos cinemas e com a popularização dos carros estes serviam como alcova.Os carros pequenos exigiam malabarismos inacreditáveis.Uma perna na janela, o rosto imprensado no vidro, e aquele maldito cabo da mudança que por vezes nos causavam incômodos constrangedores. Fusquinhas, desgraçados! 



Estou lhes falando de uma época romântica e na qual os homens para preservar a virgindade das meninas mentiam descaradamente, com a aquela velha estória de jurar que: " Amo,só vou botar a cabecinha,deixa?".
Hoje se um homem diz isso para uma mulher ela o deixa falando sozinho e ainda vai ao Procon, ou qualquer outro "órgão" de defesa do consumidor dar queixa de propaganda enganosa e principalmente, sonegação.
Aí passa a ser briga de cachorro grande!


Eram comportamentos típicos das meninas da época, antes de qualquer coisa dizer: Não! 
E quando "cediam", muito parcialmente - e bota parcialmente nisto – alguns dos comentários mais freqüentes que elas mais faziam durante aquele supremo sacrifício, era ficar dizendo:

- “Eu não quero, mas se você quer, eu deixo, mas só um pouquinho”.


Outra preciosidade:
- “Não, aí não”.
Às vezes a reação era mais contundente tipo:

- “Faz isto com a sua mãe!”.
E quando as coisas se consumavam de forma extracorpórea esta reclamação era inevitável:
- "Viu me lambuzou toda, seu nojento.Olha que porcaria ! Transbordou tudo".


Isto dito hoje, parece o primeiro voo de Santos Dumont. Mudou tudo e ainda bem. Algumas mulheres, no entanto que, frequentam motéis cada uma tem suas características próprias como, por exemplo:


A DETALHISTA.
-Vej
a meu amor que espelhos enormes, este abajur que coisa linda! Nossa que piscina maravilhosa, e que telão tem esta televisão.Roupa de cama linda, cheirosa, tudo muito arrumadinho, dá até pena de desarrumar-diz admirando o ambiente.
Neste momento o cara ergue a voz e define o jogo:
-Mas nós vamos desarrumar e bagunçar isto tudo - afirma de maneira quase colérica, como um búfalo no cio.
-É lógico meu querido.Mas deixa-me ver este banheiro.Oh, coisa mais bonita.Muito bom gosto na combinação dos azulejos com o vaso sanitário. E que encanto estas toalhas bordadas, Olha aqui meu bem os sabonetinhos tem a forma das genitálias.Que criatividade!
E por aí vai.

É  preciso compreender que a detalhista em geral, não gosta de sexo e sim, de decoração.


A COMILONA.
-Meu amor pede aquele angu à baiana, especialidade da casa-suplica a comilona com ar de faminta.
-Mas agora? Ainda nem tiramos a roupa!
-Tudo bem queridinho, mais me deixa pedir logo uns petiscos para daqui uns quinze minutos.
-Quinze minutos, não!!!Pelo menos duas horas, pô. 

-Tá certo-concorda sem problema.
.Pega o interfone e começa o pedido;
-Olha meu amigo, além do angu a baiana com bastante miudos, traga duas porções, não três porções de camarões à milanesa, arroz maluco, uma generosa tigela de pasteizinhos de carne e queijo feitos na hora, salaminho fatiado, queijo prato cortado em cabinhos, presunto também e manda fazer uma pizza calabresa, para mais tarde, não precisa ser muito grande, pode ser a menor das maiores, e não esqueça do pão de queijo e uma garrafa de vinho importado . Obrigado moço- Despacha com jeito de quem já vai retornar.



A LOCUTORA.

-Não meu bem, assim não, por aí, isso vai, vai mais, não, não pára, um pouco mais para o lado, este lado não o outro, assim fica assim, que bom.Agora me deixa ir, abaixa mais, um pouco mais, devagar, sem pressa queridinho, cuidado vai cair da cama, tira aquele elefante da cabeceira, isso beija aqui, ali, agora mais aqui, morde devagar, aí estúpido, eu disse devagar. Continua, continua. Tô chegando, tô chegando, assim, isso querido você está na cara do gol.Pagou o cartão de crédito? Esquece querido, invade,vai ohhhhhhhhhhh!


Realmente com locução ninguém aguenta.Os motéis são excelentes alternativas, mas um serviço que deveria ser obrigatório além de na saída dar bombons, era aquele obrigatório, na entrada pedir dos usuários um exame psicotécnico.

BELEZA INTERIOR.TEM CERTEZA?


                   

Vocês estão casados há quarenta e nove anos e a senhora acha que seu marido já não arma mais a lona do circo, nem estica o bambu como fazem as donas de casa do interior para levantar o varal de secar roupa?
É isso minha senhora?

Por outro lado seu marido reclama que a senhora nunca usou tanto a cama para dormir quanto nos últimos dez anos?

Queixa-se que ele nem se lembra mais do tamanho do falo (também conhecido como pênis) pois, a barriga dele impede que veja, qualquer coisa além daquela barreira de fartura abdominal.

Por outro lado madame, quando seu querido quer dar um beijinho no bico do seu seio tem que se arriar, até o seu joelho?

Olha esta é uma situação difícil de solucionar e qualquer livro de auto-ajuda será um dinheiro gasto inutilmente, pois vocês devem pensar realisticamente que, já estão vivendo o período da pós- abertura do Mar Vermelho, ou seja quem passou , passou ,quem não passou, morreu afogado.

Minha senhora o que dura pra sempre é a alma e mesmo assim, quando vai para céu, e se for daquelas almas pecadoras e ímpias e for para o fogo eterno, vai virar é churrasco.

Churrasco de alma!
Então, como tudo na vida acaba, para de ficar chorando de saudade por aquele inesquecível leite derramado que já não cai mais na sua leiteira.

Seu marido deve agora estar sendo atraído por meninas de programas com aqueles seios em pé ,um bico olhando para cada lado e para o alto, aquelas ancas perfeitas, coxas roliças simetricamente impecáveis e quando ela vira de costas ela redescobre que bunda,realmente não é aquela que ele tem em casa.

Estas da rua que pescam homens carentes são mulheres programadas para o prazer, tem os lábios grossos e apetitosos,uma dentição perfeita, a pele de pêssego que, só em encostar dá frutos, além de um olhar que atrai até raio em dia de tempestade.

A senhora deixou-se levar pelas responsabilidades domésticas e hoje, parece uma ursa com o pelo todo desalinhado , depois de tantos anos hibernados naquela cozinha fazendo “coisinhas gostosas” para que o seu marido enchesse a cara de cerveja.

Seu marido que, antigamente parecia um gladiador romano, saúde de ferro,hoje está mais para modelo propagandista de xarope para tosse crônica.




Fala serio!

Senhora, reconheça, que o tempo derrubou, fez despencar ,devastou e está tão enrugada que, suas antigas chamadas rugas de expressão da senhora e do seu maridão agora ,viraram rugas de revolta, as quais nenhum botox consegue mais esticar sem fazer que a sua boca fique torta e a senhora ao falar, o faça assoviando.



Por outro lado, eis que seu marido agora tem mamas volumosas de gordura,e as nádegas dele estão moles , achatadas para baixo e as papadas debaixo do queixo dele são verdadeiras geleias, balançando para lá e para cá sem falar naquela barriga de gestante.
Um horror!
E pense bem: já notaram que de uns anos para cá vocês, em razão de todos esses infortúnios estéticos, passaram a falar só de beleza interior?
Brincadeira!!!

O QUE FAZER??????????????????????????

O QUE FAZER QUANDO NA HORA DO SEXO, O PÊNIS FICA ESCAPANDO?


Somos obrigados reconhecer que alguns casais, por inocência, maldade ou absoluta inexperiência, costumam fomentar tipos inadequados de discussão, na hora do ato sexual que, nada tem a ver com a felicidade conjugal. Todos nós sabemos que tudo que entra sai, mas se as penetrações masculinas são interrompidas a cada minuto por incapacidade de quem quer seja, em manter lá dentro, o que lá dentro deve ser mantido, podem surgir dramáticas discussões como estas, entre os casais:
-Pó, mexe direito. Toda hora tá saindo - reclama o homem.
-Tá saindo, porque esta porcaria é tão pequena que não dá pra segurar - reage a mulher entre ofendida e revoltada.
-Porque? Você conhece algum muito maior sua safada? Responde?
-Pessoalmente não. Mais você trouxe semana passada aquele dvd de sacanagem, como é mesmo o nome?
-O Pé de jaca. E daí?
-Pois é, o cara do filme tinha um senhor cacetão.
-Olha só o teu palavreado, parece até uma piranha...
Nesta altura do acontecimento o cara já está fumando um cigarro atrás do outro, a mulher levantou-se pra urinar e não fechou a porta - como é hábito de alguns casais que só sabem escovar os dentes e urinar com platéia - enfim a coisa degringolou. Se ela achava que era pequeno agora o pênis do cara, literalmente sumiu. O que continua grande é o bate boca, no pior nível imaginável.
-Pois ,veja bem, muito antes de conhecer você transei com uma mulher(mentira, foi ontem que ele a traiu) que era tão apertada que até sufocava o bichinho.
-Porque que você não ficou com ela?
-Isto já faz tanto tempo, meu amor! (mentira, já disse, que foi ontem)
-Quem sabe você não a reencontra, por aí?
-Po, nem sei se ela ainda está viva e mesmo que estivesse... (mentira é colega de trabalho dele)
-Então se contenta com este poço largo e profundo, seu filho da...
Aí começa aquele dramalhão feminino e o homem então fica fazendo beicinho de arrependido.
Aquela mulher, chorando têm na realidade, vontade é de enfiar um cinzeiro bem grande e pesado nos cornos do cara.
Então ele chega:
-Benzinho, é tudo bobagem. Até que você é bem apertadinha.Não vai mais acontecer (É pura falsidade: ele esta olhando no relógio, e já viu que está na hora do jantar e ele vai pedir para ela fazer um tremendo bife com batata frita com arroz e feijão e comprar a cervejinha dele).
Ela melosa retribui:
-Tá bom, meu pico da bandeira. Não existe, bilau mais gostoso que o seu. Vem cá meu garanhão (é tudo mentira, também. É que ela se lembrou que viu no shopping uma bolsa que estava procurando há muito tempo, e ela tem que lhe pedir um cheque, muito maior do que aquele pênis mirradinho).
Então ambos se abraçam se beijam e se transam. O amor, indiscutivelmente, além de ser lindo é absolutamente, desinteressado.
Portanto, nestas horas muita calma.
Existem posições que ajudam a “segurar”, e isto cada casal, descobre facilmente. O que não pode, nunca, é o casal trocar os deliciosos momentos de amor por discussões inoportunas e broxantes.

ESTE BLOG APOIA A CAMPANHA DO HUMOR EM TEXTOS: E SÓ A NOSSA QUE ELES GOSTAM DE COMER!!!


NO BRASIL DE HOJE, É SÓ A NOSSA QUE TODO MUNDO GOSTA DE COMER!!!
ESTE BLOGUE QUE TAMBÉM PERTENCE AO NOSSO CONGLOMERADO,VERDADEIRO MONOPÓLIO DOS BLOGUES BRASILEIROS,PUBLICA MATÉRIA DE APOIO IRRESTRITO A MATÉRIA DE HUMOR EM TEXTOS:
SOMOS ISTO MESMO E COM MUITA HUMILDADE!!!



Eu sempre fui daqueles que viveu e deixei viver, afinal cada um escolhe o seus melhores objetivos possíveis para ser feliz e fazer o próximo, igualmente feliz.
Não existe verdade absoluta,escolha absoluta,momento absoluto, e tudo é tão relativo,como o céu cheio de nuvens que de repente vão embora, deixando o céu azul da cor do mar, como diria Tim Maia e sem mais nenhuma nuvem solitária.
É assim, pois, um dia chove e noutro dia faz sol.
Tudo é muito efêmero, temporário e o escambau.
Porém, ultimamente, tenho ouvido tantas insinuações se eu por exemplo, não gostaria de refletir sobre a possibilidade de vir a ter uma experiência homossexual que resolvi, procurar um profissional.
Não foi um psicanalista e sim, um oculista!
Ele me examinou durante 20 minutos, colocou colírio nos meus olhos para dilatar bem as minhas pupilas,mediu a pressão arterial do meu globo ocular, me mostrou muitas letras grandes outras menores, enfim...
Ao final da consulta disse:
-Parabéns, sua visão está absolutamente, perfeita!
O que eu queria então dizer a todos vocês que ainda são heterossexuais como eu, é que isto que está no quadro acima, sempre continua me dando um ...como diria...me dando um... bem vocês entenderam!!!
Se não entenderam e forem homens ou se forem mulheres e se excitaram, procurem um oculista como eu fiz, quem sabe seus olhos estejam contaminados pela vontade de terem uma experiência homossexual.
Ou querem que eu minta?

QUEREM QUE EU MINTA?


                                                   

Nossa equipe de especialistas foi para as ruas e o objetivo era sentir em cada um dos entrevistados, o que eles pensavam sobre aquilo que à partir dos anos 60 passou a chamar de revolução sexual que, nos relacionamentos interpessoais intercursos sexuais afetivas em última análise passou a ser mais permissiva nos relacionamentos fora das relações heterossexuais e monogâmicas tradicionais.
Antigamente conhecia-se alguém interessante e a pergunta que não queria calar era :
Qual o seu nome?
Atualmente tal atitude tornou-me desnecessária.
Afinal,todos chamam uns aos outros de cara, mano, brother e o escambau.
                                                             


Havia uma sequência  quase lógica na aproximação e o exercício da função sexual afetiva dos quais derivam os intercursos obedecia a um processo aceito de em princípio era só conversar, conversar e dar as mãos, conversar dar as mãos e abraçar ,depois disto mais um beijo no rosto eventual, depois, tímidos beijos na boca rápidos e sentados, depois de pé, onde a parceira sentia o poderio fálico do companheiro e este roçava seu corpo como uma minhoca na areia quente, na sua quem sabe, futura esposa!
Beijos de língua eram escassos.
Este processo levava em média três meses e como todas as meninas eram virgens, os meninos muito criativos depois de seis meses começavam a explorar áreas outras que preservassem o hímen da futura seja lá o que.
À partir do primeiro ano os homens insistiam com as suas parceiras e juravam para elas, alguns até com hipócritas choros convulsivos de que, eles iriam colocar só a cabecinha” e aquelas  muito crédulas perdiam suas virgindades assim
Depois ao pedir explicação ao “safado” estes diziam que tinham cumprido o prometido, pois, o resto que tinha entrado era para levar e trazer a tal da “cabecinha”.
Hodiernamente o  processo afetivo sexual e seus intercursos entre os casais seguem mais ou menos as seguintes etapas: No primeiro dia vários intercursos sexuais das mais variadas formas após chamarem um ao outro de “cara”, muita bebida e outras coisinhas, porque, afinal ninguém e de ferro.
                                                          


Uns acordam antes do outro e sequer se despendem e no dia seguinte...
Bem este o ponto chave , pois, no dia seguinte, há uma grande novidade, pois, ela procura novos intercursos sexuais afetivos com outro diferente e ele também faz o mesmo.
                                         


E se você acha que nossa equipe de especialista demorou muitos meses em árduos trabalhos científicos se enganam, pois, logo no primeiro dia a equipe envolveu-se num intercurso sexual afetivo grupal com os entrevistados.. .mas tudo,rigorosamente, em nome da ciência.

Querem que eu minta?