O ESPERMATOZÓIDE TARADÃO.




O momento da fecundação do óvulo pelo espermatozóide é como se processasse no ventre feminino a repetição da famosa teoria de Big Bang, que explica a criação mundo.
Se aquele momento foi a criação do universo,a fecundação feminina é o particular momento no qual os pássaros cantam, e as flores encantam ainda mais ,no seu desabrochar, as estrelas brilham com mais intensidade e por milésimos de segundos, Deus abençoa aquele encontro de vida e perpetuação da espécie.
Para tanto , por ejaculação do esperma e durante o orgasmo masculino que dura em média dezessete segundos, a natureza permite que o homem ejacule, seja por um simples ato de recreação masturbatória , satisfazer suas protocolares exigências instintivas ou para ter como objetivo o acolhedor útero feminino, por somente dezessete segundos. Seja qual for à intenção, destas ejaculações elas colocam para fora, entre duzentos a seiscentos milhões de espermatozóides , e somente um conseguirá a façanha de penetrar no óvulo feminino, após vencer muitos obstáculos.
Estes obstáculos encontram-se exaustivamente, descritos e explicados em qualquer manual de fecundação humana.











No entanto, você também pode apanhar uma carona neste ônibus.
O que pretendemos abordar aqui é uma sui generis e ficcional situação de um destes heróis espermáticos da fecundação que desde o momento que foi expelido durante aqueles dezessete pouquissimos segundos já mencionado do orgasmo masculino, praticou verdadeiros atos de sabotagem e espertezas dignas do mais experiente dos malandros, para enganar aos milhões de adversários.
Primeiro avisou a todos os outros espermatozóides, que estavam em desabalada corrida ao óvulo que, por razões técnicas inexplicáveis aquela mulher não tinha ovulado como era de se esperar, fenômeno este que se dá o nome de anovulação esporádica. Tal descaramento levou a alguns milhões de espermatozóides de personalidade muito influenciável, que abandonassem a corrida.

Em seguida, o espermatozóide taradão , lançou um novo boato, o de que aquela cavidade vaginal não era original de fábrica e sim, de um transexual recentemente, operado na Suécia, portanto, nada de útero e muito menos óvulo a fecundar.
Esta foi a ducha de água fria que levou todos os outros a pararem e maldizerem aquela inesperada situação.

E livre de qualquer concorrência este taradão continuou sua caminhada até o inevitável momento da fecundação. E por ser um espermatozóide muito esperto , suas características de vigor físico e inteligência genética eram muito acentuadas, pois quem o visse pela primeira vez com certeza o iria classificar como um destes inveterados maníacos com fixação doentia em óvulo e capaz de exigir “preliminares” e “finalmentes” na dança erótica da fecundação que, nenhum outro da sua espécie ousaria pensar em tal fantástica, ousada e diversificada performance, no útero.

Conclusão, a mulher fecundada por este espermatozóide taradão , para a alegria de todas as mídias, espantosa surpresa materna e da equipe médica em ação, além do desespero do pai que estava desempregado, teve naquele parto nada mais , nada menos, do que sêxtuplos.

7 comentários:

  1. wow! Tinha-se que trancar esse taradinho dentro de uma camisinha de vênus!!!!
    Beijos e fui...

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, adorei o espermatozóide taradão.
    No meu blog, tem uma postagem "ejaculou,perdeu", dá uma passadinha lá e comenta, quero saber o que vc achou, é verídico, aconteceu nos EUA. Bj.

    ResponderExcluir
  3. Estarei por aqui também! Rs

    Beijos :**

    ResponderExcluir
  4. Com nó duplo!!!Só sai daí se for o MacGyver!!!

    ResponderExcluir
  5. Nossa esse blog é um barato. Queria agradecer seu comentário no meu blog, realmente vc falou tudo o que estamos vivendo. Tb acredito na mudança da mulher, elas estão se sobrecarregando. Depois que aprendi tudo isso tb faço minha parte com o meu feminino, cuido da casa, cuido do marido e faço questão hoje de preservar isso. Mas fui criada tb para ser mulher MAN.
    Esse espermatozóide é um sacrificado, hahaha. Abraço Cy.

    ResponderExcluir
  6. Uauuu, amigo! Que viagem linda você transformou essa fecundação. Que inteligência esse pequeno espermatozóide, que de pequeno na realidade nada tem.
    Que fantástica multiplicação de seres e que perfeita maravilha da natureza.
    É por essas e outras razões que vale a pena viver...fazer valer tão fantástica aventura, de um espermatozóide, que com apenas uma "isca" pescou seis peixinhos. Tacada de mestre. Sem contar, que o espermatozóide que também foi responsável pelo autor, produtor desse texto, foi brilhante, inteligente, esperto. Que tão brilhantemente confeccionou um texto que me deixou de boca aberta e ao mesmo tempo descontraída, ao ler as desculpas do "danadinho" que foi intitulado "O Espermatozóide Taradão".
    Amei as desculpas, para fazer os outros desistirem da corrida...muito genial e original.
    Parabéns meu querido.
    Um belo final de tarde.
    Obrigada pela beleza do texto que nos presenteou.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Nunca tinha pensando
    em tantas coisas
    para uma Ejaculação!!
    tá ai =) gostei do seu
    blog..voltarei

    http://manunatureza.blogspot.com/

    ResponderExcluir