ESTAVA NA CARA? NÃO, NAS NÁDEGAS!







Eram amigos de infância e naquela época ele até andou lhe dando uns arrochos atrás de uma jaqueira do quintal da casa dela, pedindo aos céus que a mãe dela não visse, nem uma jaca caíssse na cabeça deles.

Muito novinhos, criançada de dez anos, e como ele a achava muito bonitinha chegou até a namorá-la .

Até hoje, ainda não conseguia saber se foi porque a achava bonitinha mesmo, ou a razão daquele amor infantil,eram os sonhos de doce de leite que a mãe dela preparava os quais comia extasiado, sempre acompanhado por um copo de groselha.





Os tempos passaram, não se viram mais, até que um dia, uma mulher numa destas calçadas da vida, ficou olhando para ele fixamente e quase em estado de choque emocional, perguntou:com voz embargada e trêmula:

-É você?
-Sim,eu sou eu – respondeu-lhe de forma absolutamente idiota.
-Você...você se lembra dos sonhos de doce de leite e da jaqueira no meu quintal?

Pronto ali estava um homem perplexo e custando a acreditar que aquilo pudesse ser verdade.

Então deram um abraço demorado e muito forte no meio daquela calçada movimentada levando esbarrões e ouvindo insinuações e piadinhas do tipo:

”Cara leva pro motel”...”Vai comer aqui mesmo ou quer que embrulhe”,enfim uma tremenda baixaria daqueles invejosos apressadinhos.

Ela perguntou:

-Podemos conversar um pouco , ando muito confusa e preciso da sua ajuda, vamos ?

Na sua mente masculina aquilo foi decodificado como:

-Vamos agora dar aquela trepadinha que não demos naqueles tempos idos da nossa infância? -Sim, vamos tomar um chope – respondeu o menino ,agora adulto de terno , gravata e o escambau!

Sentaram à mesa de um restaurante próximo e ela logo foi desabafando:

-Será que meu marido é gay?


Espantado perguntou quais as razões e fatos objetivos que a levava pensar daquela forma. E ela respondeu:

-Você não vai acreditar mais ele tem certas manias muito estranhas...

-Exemplo- quis saber o bebedor de groselha.

-Coisas do tipo de dizer para mim que não queria empregada na nossa casa, só empregados.

Imediatamente retrucou:

-Então você tem empregado?
-Sim, um empregado que ele arrumou, loiro alto,olhos azuis,malhado,gentil...uma delicia!
-Como assim, uma delicia? Perguntou já meio grilado.
-Eu falei delicia? Desculpe ... É que ele faz doce e salgados muito gostosos, igualzinho aos da minha mãe e que você tanto gostava.
-Sei e daí?
-Bem meu marido sempre olhou pra esse empregado de maneira muito estranha e até uma vez peguei ele mordendo o lábio inferior e quase revirando os olhinhos pro cara.
Querendo botar panos quentes naquela evidente cena de viadagem explicita e tentando confortá-la disse o amigo:

-Não pensa bobagem, deve ser apenas um cacoete ou coisa assim...
-Mas ele também só gosta de dormir com as minhas camisolas , diz que são muito confortáveis e ventiladas...
-Suas camisolas?
-Sim, e toda noite a fantasia predileta dele e empanturrar os lábios com meu batom carmim e ficar me melecando o rosto todo, e depois vira pro lado, dorme e minha cara fica toda pintada com se eu fosse um índio preparado para a guerra.
-Mas ele não...
-Não, nada mais do que lambuzar minha cara de batom.
-Há quanto tempo?
-Nem sei, perdi as contas.
-E como você sobrevive sem sexo?
-Bem vou dando meus pulinhos – então, o amigo nem quis entrar em detalhes, enquanto ela voltava a insistir:
-Você acha que ele é gay?
-Eu não acho nada, você é quem deve saber - Disse, querendo não emitir opinião sobre uma coisa óbvia.
-Ele tem uma tatuagem com duas letras nas nádegas...
-Nádegas?
-Sim, as letras R C.
-É o nome dele naturalmente ou da mãe... - Disse em tom óbvio.
-Não, nada disso, ele se chama Pedro Paulo e a mãe Maria Célia- respondeu fazendo boquinha de choro.
-E o seu empregado,loiro e saradão?
- Roberto Carlos...
Pronto, e ela ainda tinha dúvidas?

Então imaginem a cena: aquele maridão boiola se enroscando com o empregado pedindo para ser aquecido neste inverno ao som de :

“Como é grande o meu amor por você”.

É verdade, um amor destes merece um belo monumento

10 comentários:

  1. um texto gostoso de se ler..
    imaginei a cena em cada detalhe..
    parabéns, Paulo!

    bjs.sol

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei. A construção ta legal.
    Começou interessante, foi seguindo engraçado, mas faltou uma finalização menos óbvia. Achei que teria alguma surpresa, depois do drama todo.
    E ele nem chegou a pegá-la! Poxa.

    Não é ruim, mas não é dos seus melhores!

    beijo

    ResponderExcluir
  3. E voce casa as imagens com o texto dum jeito formidável!

    ResponderExcluir
  4. É VERDADE, SENHOR PAULO, GOSTOSO DE LER, NOSSA!!!!
    Errei em outro blog, ao postar com o nome da minha mana, desculpa, ela quase me esganou...rsrs
    Agora, é que eu vi o comentário acima:
    Não é ruim...
    bjusssssssssssss
    Grazi,

    ResponderExcluir
  5. Hahaha!

    Achei que tinha mudado aqui também, ô!

    Bei8jos

    ResponderExcluir
  6. muito bom teu blog Paulo!
    obrigada pela visita e palavras..
    beijo de lindo dia..

    ResponderExcluir
  7. Querida Amiga.
    Me perdoe a demora em visita-la
    eu queria ser perfeita para fazer a
    felicidade de todas minhas amizades,
    pois só assim me sentia muito feliz.
    Amo a cada um da mesma forma peço a
    Deus para viver minha vitória que
    certamente Deus tem preparada para mim.
    Uma linda tarde.
    Bejs carinhosos.
    Evanir

    ResponderExcluir
  8. Cara, tu pega pesado...cuidado com homofobia...rs
    Quem não gostou, CREDO!
    Eu adorei, e já me aconteceu algo parecido, eu me apaixonei por um gay,só que não sabia, e fui visitá-lo, ele mora com a mãe, então estava lá um amigo dele,e eu vi os dois se beijarem, na maior naturalidade.
    Nem senti nada mais, só me embrulhou o estômago...
    A mãe dele ainda me ofereceu um pedaço de torta, só que não consegui comer... QUE SITUAÇÃO!
    Beijo da Mery.
    Tu é rubro-negro?
    Desculpa, brincadeirinha,mas diz que torces pelo Fogão..diz.

    ResponderExcluir
  9. ...Paulo querido,
    vc me fez rir muito com
    seu comentário
    lá em casa.

    quer dizer que vc é
    especialista em
    lapidação?

    rsrs


    que bonitinho, my God!

    bjokas da Vivi!

    ResponderExcluir
  10. Tamburro!!!

    Só você mesmo!
    Mas eu me divirto tanto cada vez que venho aqui!É incrível como você consegue ter um humor inteligente e encaixa umas imagens perfeitamente !

    Amei seu longo comentário lá no meu OLHAR!! Me fez dar boas e gostosas risadas !

    Tenho ido com certa frequência ao Rio este ano, na minha próxima viagem, te avisarei e quem sabe não tomamos um café??

    beijos com meu carinho de sempre, direto da terra da garôa!!

    Bia

    ResponderExcluir