ORGASMO: COMO TÊ-LO, SENTI-LO, FAZÊ-LO E CURTI-LO.

                


 No século dezessete, o biólogo Desmond Morris no seu livro O macaco nu ,afirmou  que a finalidade do orgasmo feminino era só um processo meramente, fisiológico para que a fêmea pudesse suportar uma intimidade física com o sexo oposto . Isto mesmo:Suportar!
O autor  sugeriu que a relativa dificuldade em se alcançar o orgasmo feminino, em comparação com o orgasmo no sexo masculino, poderia ter uma função favorável, segundo os conceitos da biologia evolucionista de Darwin, pois obrigava a fêmea a selecionar minuciosamente, o companheiro.
E nesta demorada pesquisa ela teria que encontrar um macaco com qualidades como paciência, atenção, imaginação e inteligência, em oposição aos fatores tais como, tamanho e agressão, características, estas muito comuns aos símios machos.
Essas qualidades vantajosas foram sendo transferidas para a evolução da espécie humana e determinam as diferenciações entre os orgasmos dos sexos masculino e feminino. Ou seja, a mulher demorava a ter orgasmos, porque tinha que encontrar, um parceiro com tão efetivas e singelas condutas.
Desmond Morris também propôs que orgasmo poderia facilitar a concepção, pois quando ela o atingia,ficava extremamente esgotada, cansadíssima  e assim  se manteria com o corpo na horizontal, impedindo desta forma que o esperma escorresse para fora do trato genital. O nome cientifico que ele deu a isto é "Hipótese Poleax" ou "Hipótese do nocaute".
Esta é uma matéria controversa, cheia de penetrações duvidosas na área da biologia humana e, muito ainda tem que ser discutido.

Obviamente que muito melhor é sentir orgasmo, do que filosofar sobre ele, no entanto há que  haver um mínimo de conhecimentos científicos para podermos explicar porque é tão bom ou  como diriam os coelhinhos: ”está bom, não foi ?”

Em outro texto cientifico li que  na espécie humana, de maneira geral, tanto homens quanto mulheres podem sentir o orgasmo. Quem faz uma afirmação dessa só pode estar de sacanagem. E também, é uma informação  preconceituosa, afinal, lésbicas, entendidas, travestis, gays e assemelhados, podem sentir também. E porque não?
                                                                     

Portanto, pode ser experimentado por ambos os sexos e suas infinitas variações de opções, mas dura apenas , e neste caso desgraçadamente ,somente breves segundos - poderia ser pelo menos meia hora, não e´? -provocando intensa  excitação nas zonas exógenas genitais  exigindo integral esforço do nosso sistema circulatório.

Aqui gostaríamos de fazer um breve comentário, pois existe muita confusão entre zona erógena e erótica.

Zona erógena você já nasce com ela, e são a boca (pois segundo Freud, caso não fosse assim, o recém- nato, não teria motivação e prazer para sugar o mamilo da mãe) e as genitálias. E vamos ser bem, objetivos: ânus não é considerado genitália. Entendido?

Mas, não muda nada. Fica frio!

Já a zona erótica é aprendida, vêm com o tempo é um fenômeno cultural: Por exemplo, você tem um companheiro que é taradão e adora ficar, dando dentadas na sua nuca, nos momentos libidinosos, então é possível que por reflexo condicionado, você desenvolva no nesta área, quando submetido a dentadas, um prazer enlouquecedor, culturalmente aprendido. Isto vale para dedão do pé esquerdo, nádega direita, ouvido,coxas, ânus...agora , sim!

É, também, o caso, de podermos nos estender um pouco mais em outro conceito, muito controverso: Se você pega uma pena de galinha e fica passando pelo corpo, isto é uma estimulação de zonas erógenas e eróticas.
 No entanto, quando você estupra a galinha, lógico que você é um doente mental. Portanto, uma coisa é uma coisa, outra coisa e outra coisa.

A ausência de orgasmo de forma continua é considerado uma doença denominada de anorgasmia, porém dou uma sugestão, antes de ir ao médico troque de parceiro, funciona em noventa e nove por cento dos casos.

Sim, pois se o cara não conhecer os segredos do cofre ou a mulher não gostar de ir para cama com a motivação, - mesmo que seja, só na fantasia – de que ela depois irá ganhar vários cartões bancários - realmente vai ser uma anorgasmia, generalizada.

Então, complicaram ainda mais esta salada de gozos, com o descobrimento do Ponto G, agora Ponto K, preliminares, orgasmos clitoriano  e vaginal ,múltiplos orgasmos femininos, centenas de posições que acabam entortando hélices de ventilador do teto, quebrando abajur,e  finalmente, criaram o Dia Internacional do Orgasmo: 31 de julho .Está chegando.Preparem-se!

Nossa, como era fácil fazer sexo!
                                                                     

Nenhum comentário:

Postar um comentário